Impactos de um web site desatualizado

Impactos de um web site desatualizado

Embora tenha participado do desenvolvimento de pelo menos 5 centenas de web sites desde 1996, ainda me deparo com situações interessantes no que diz respeito a um web site desatualizado.

A partir do momento que um web site vai para o ar, em muitos casos, se torna um peso. E isso se reflete em falta de atenção ao mesmo.

Impactos de um web site desatualizado

Embora não fique claro os motivos, creio que alguns são os mais comuns.

  • O processo de criação do web site foi tenso e sofrido;
  • A pessoa que era o “dono” do projeto não está mais alocada para a função;
  • O investimento inicial foi relativamente alto e não existe mais verba para se manter a manutenção adequada;
  • Não foi definido um “pai” para manter o filho na linha após a implantação;
  • Desentendimentos entre fornecedor e cliente;

Isso apenas para citar alguns dos pontos que percebo quando estou realizando uma reunião de briefing com um cliente, querendo justamente.

Porém o problema vai muito além. O web site já é uma necessidade para qualquer tipo de negócio, independente do nicho e do tamanho do mesmo. Ele no mínimo melhora a percepção do usuário e cria novas oportunidades de vendas.

Manter um site desatualizado atualmente implica em muitos problemas, desde os técnicos, até os de resultados práticos.

Se ele não estiver construído de maneira responsiva, vai impactar na experiência dos usuários em dispositivos mobile. Além disso o tio Google vai penalizar você. E se não tiver suporte adequado a AMP, pior ainda.

O próprio conteúdo, datado, textos cheios de jargão técnico, nenhuma publicação em meses ou mesmo anos, não só causam uma impressão ruim ao usuário, como para os mecanismos de busca criam um impacto severo na indexação e rankeamento.

Além da desatualização de conteúdos, seções inteiras, áreas sem absolutamente nenhum conteúdo, totalmente irrelevante ao usuário. O que o usuário busca é conteúdo relevante, respostas às questões, algum tipo de suporte vindo da sua empresa!

E o conteúdo fresco, com regularidade, relevante e original ajuda o web site em todos os aspectos.

Outro problema recorrente são os conteúdos ocultos, endereço que não existe ou não é fácil de encontrar, telefones desatualizados, informações desencontradas.

Inclusive as vezes a empresa mantém uma presença mais ativa nas redes sociais, porém ninguém sabe disso, no site não existe nenhuma referência e links aos perfis sociais para ao menos amenizar o problema.

Impactos técnicos de um web site desatualizado

O impacto técnico também é crítico. Desde o tempo de carregamento do site, aí vem o tamanho das imagens, capacidade dos servidor, de onde as imagens são carregadas, e também mais impactante o CMS desatualizado, gerando ainda possíveis brechas de segurança e abrindo o mesmo às invasões, desfiguramento, disseminação de pragas virtuais, e o pior, cria potenciais brechas de segurança aos usuários que acessam o mesmo.

O fato de estar desatualizado também peca no sentido de ter menos CTA (call-to-action) para os usuários, consequentemente menos interações, e então menos resultados.

O aspecto visual também, modas e tendências se alteram rapidamente, o visual e o impacto ficam menos atraentes aos olhos dos usuários, inclusive demonstram mais claramente que está há bastante tempo sem atualização, pois o impacto visual causa uma percepção inadequada se estiver desatualizado.

Outra questão não menos importante é o ciclo vicioso da desatualização e do esquecimento. Ninguém atualiza o site, logo, ninguém da empresa nem acessa mais o site.

O mesmo pode sair do ar, o provedor tem uma “janela de backup” de digamos uma semana. Isso significa que o site poderia ficar uma semana fora do ar, ninguém perceber, desaparecer do backup do provedor, e por fim quando o problema fosse detectado, a demora em se encontrar quem fez, os contatos no provedor de hospedagem, causam a perda total do conteúdo.

E eventualmente os site até volta para o ar, com conteúdo de quando foi desenvolvido (que era o que a empresa que o fez dispunha) e então consequentemente ainda mais desatualizado.

Manter um site atualizado não é apenas o conteúdo!

  • É backup, de dados, de arquivos, dentro e for do provedor de hospedagem;
  • É atualizações de segurança, da hospedagem e do CMS;
  • É monitorar o uptime da hospedagem, caiu, precisa ser investigado;
  • É ser frequentemente acessado, e verificar se está tudo ok, se os formulários estão funcionando;
  • É criar novos recursos e facilidades aos usuários, se não muda nada ele entenderá que não tem atualização, e não voltará;
  • É integrar com as redes sociais, não apenas criar conteúdo nelas;
  • É manter a segurança de todos os pontos de maneira adequada;
  • É manter contato por diversos canais, principalmente via email marketing, é sua melhor ferramenta.

Então tenha isso tudo em mente, já que o investimento inicial não foi suficiente para lhe manter fiel ao plano original do site.