O custo de um site em WordPress

O custo de um site em WordPress

Dependendo de como o potencial lead entra no nosso funil aqui na Dupla, recebo um: O custo de manter o site com vocês é muito alto. O WordPress é gratuito.

Bem, é verdade, o WordPress é de fato gratuito. Mas você tem que começar de algum lugar, o domínio, a hospedagem, o monitoramento, atualização e manutenção. As auditorias, os backups externos. E a conta vai aumentando.

O “visual” do site, começando pelo tema, que pode ser gratuito, um tema comercial (que pode normalmente ser bem customizado) ou um tema totalmente exclusivo e feito especificamente para as necessidades do projeto.

Para essas mesmas necessidades pode ser preciso adquirir ou mesmo programar um plugin. Para outras funcionalidades será preciso integrar com serviços de terceiros.

A hospedagem já é um capítulo totalmente à parte, exigindo constante monitoramento e proatividade de quem a fornece, para se evitar problemas no futuro.

Além do site, existe o projeto do site, o planejamento, a análise de requisitos, o desenvolvimento propriamente, a adaptação do conteúdo, a implementação, os ajustes, a publicação, o monitoramento disso tudo e a checagem, afinal precisamos verificar se fomos do ponto A até o ponto B com sucesso.

E quem faz isso? Isso tudo não é gratuito. Se você acha que realmente o WordPress é gratuito, deveria observar pontos importantes.

WordPress Gratuito

  • Domínio
  • Hospedagem
  • E-mail profissional
  • CDN
  • Segurança e gerenciamento
  • Backups externos
  • Atualizações
  • Prevenção de spam
  • Prevenção de ataques
  • Analytics
  • Integração com terceiros
  • Disponibilidade
  • Certificação digital
  • SEO
  • Mídia
  • Ferramentas adicionais (email marketing, landing pages, heat map)
  • Suporte
  • Treinamento
  • Monitoramento, saber o que está funcionando e como
  • Fornecer relatórios

Mas ainda assim é gratuito! É, claro que sim.

Outros pontos que devem ser cuidadosamente observados são referentes à segurança e atualizações. É infinitamente mais barato monitorar e identificar problemas antes que ocorram inclusive, do que ter que tomar alguma ação posteriormente, por falta de monitoramento, sem nem ao mesmo saber por onde iniciar.

Se o seu fornecedor não fornece relatórios sobre isso você deveria ir mais a fundo. Deixa a parte chata com quem entende, foque em produzir conteúdos e vender mais.

Poderia acrescentar ainda dezenas de pontos que são verificados sistematicamente em nossas rotinas de manutenção e atualização. Mas isso fica para nossos clientes 😉

Você pode começar com o planejamento e criar uma lista, partindo das sugestões acima. Em pouco tempo creio que você vai rever alguns conceitos sobre isso e como as coisas precisam ser levadas mais a sério, mesmo o WordPress sendo gratuito!