O que avaliar antes de contratar alguém para fazer seu web site

O que avaliar antes de contratar alguém para fazer seu web site

É claro que quando falo sobre o que avaliar antes de contratar alguém para fazer seu web site, é preciso ter em mente que se você está apenas querendo um site bonito, então este texto não é para você.

Muito relegado as pirotecnias disponíveis e efeitos visuais, o web site normalmente além de subutilizado, é subestimado, assim como os investimentos necessários para se manter o mesmo funcional e livre de problemas.

O investimento para se fazer um site não pode ser medido apenas no que vai ser desembolsado para contratar uma empresa ou profissional apenas para mudar aspectos estéticos defasados. O conjunto do investimento precisa ser avaliado.

É importante que você saiba que um web site vai custar bem mais que R$ 1.000,00. Assim como a hospedagem e manutenção. Se você tem um grande percentual de vendas e geração de leads oriundos do seu site todo mês, como espera manter a qualidade dos serviços gastando menos de R$ 100,00?

Simplesmente não faz sentido.

Você pode ter empresas de diversos portes oferecendo alternativas, profissionais de diversos níveis de experiência também. Mas algumas etapas são imprescindíveis:

  • Estratégia
  • Conteúdo
  • Design
  • Desenvolvimento
  • Testes
  • Implantação
  • Monitoramento / Manutenção

E não pense que estou sendo tendencioso. Algumas empresas menores (e até algumas maiores) e alguns profissionais podem até nem citar algumas das etapas acima, mas elas estão planejadas e definidas, mesmo que não sejam participadas a você no processo.

Assim como o sucesso do web site está intrinsecamente ligado a hospedagem e a manutenção de seus códigos e integrações. E não dar atenção a isso apenas leva a um problema que vai ocorrer em algum momento após a implantação e alguma data importante para você, onde o site não deverá ficar fora do ar.

E entre as etapas acima talvez a mais importante e mais ignorada é a criação de conteúdo. Não só o conteúdo que você terá que ter, detalhando produtos e serviços que você oferece, como o conteúdo periódico e recorrente que você precisará manter ativo para se tornar relevante nos mecanismos de busca e para seus clientes e futuros clientes.

Não quer dizer que você tenha que fazer isso, pode contratar alguém especializado. Mas se isso não for colocado claramente a você na etapa de desenvolvimento, como eu estou fazendo agora, então já tem alguma coisa errada com seu novo fornecedor.

 Algumas dicas importantes para fazer seu novo web site

  • É importante que a empresa / profissional verifique seus dados de analytics se existirem, lá serão encontradas informações valiosas que devem ser utilizadas na remodelagem do mesmo;
  • O design é importante mas não é fundamental. É claro que deve ser agradável aos olhos de quem vê, transmitir a imagem que você deseja da sua marca para seu público, e também ser fácil e prático em dispositivos móveis;
  • Um desenvolvedor que além de programar saiba noções de design para pequenas customizações de última hora, bem como integrar o seu site com as ferramentas de terceiros que você vai ter que utilizar para ter resultados práticos ajuda;
  • Alguém que entenda a importância de manter códigos atualizados, boas práticas de segurança, e as licenças dos softwares utilizados operacionais é importantíssimo. Sim, muitas coisas são adquiridas prontas no mercado, normalmente com licenças anuais, ou seja, você não contratou a manutenção mensal que inclui manter essas coisas atualizadas e funcionais, não espere que em 1 ano não vá ter problemas e incompatibilidades por utilizar softwares desatualizados ou inseguros. As coisas evoluem. Você não faz revisão no seu carro? Não troca óleo? Não completa água em diferentes reservatórios?
  • Verifique as referências, os trabalhos anteriores, as experiências de outras empresas com o novo fornecedor;
  • Mantenha a rédea curta com os prazos mas também faça a sua parte. Se não tiver todos os seus conteúdos prontos, não comece o projeto. Você também é responsável pelo sucesso do novo site. Já comprou um carro só com chassis e motor e recebeu a carcaça depois?
  • Se a agência for pequena é comum o time ser reduzido e contarem com uma rede de prestadores de serviços. É assim que as coisas começam, nossa carga tributária espreme o pequeno fornecedor. Se você der uma chance pode ter agradáveis surpresas;
  • Seja transparente e cobre o mesmo do fornecedor. Melhor saber do problema imediatamente do que ao final do projeto;
  • Faça uma conference com vídeo se não fizer reuniões presenciais, sempre ajuda;
  • Seja claro com relação aos pagamentos e suas expectativas;
  • Forneça as informações da sua empresa e do seu mercado de atuação;
  • Pergunte sobre o processo de trabalho e veja se está a vontade com ele;
  • Estabeleça uma pessoa de contato nos dois lados para facilitar o processo e o andamento;
  • Cobre informações sobre o andamento periodicamente;
  • Se tiver tido problemas com outros fornecedores do mesmo serviço explique o que aconteceu;
  • Ouça primeiro, questione depois;

São coisas importantes mas não são as únicas. Normalmente sou bem transparente com meus clientes e espero o mesmo da mesma forma.

Se proteja, peça um contrato antes de iniciar o trabalho. Olhe as referências e alguns trabalhos disponíveis.

Mas também ouça seus clientes antes de iniciar um novo projeto, pergunte o que eles acham que poderia melhorar, o que eles não tem no site mas gostariam de ter, o que você poderia fazer para melhorar a experiência deles.

Aproveite até para dar um up no email marketing fazendo uma pesquisa antes de colocar a mão na massa. As coisas podem ser bem diferentes do que você acha que deveria fazer.