Otimização e performance do site

Otimização e performance do site

É de fato um ciclo que nunca termina. Otimização e performance do site é tarefa contínua, que nunca termina e que pode sofrer impactos negativos por diversas razões.

Então você deve estar preparado para a otimização contínua do seu!

Importante que algumas empresas não dão a atenção devida ao seu site, não medem o tempo de uptime, o tempo de carregamento médio, principalmente o da página principal, com a periodicidade mínima adequada.

Se você nem considera o tempo de uptime, pois seu provedor de hospedagem lhe garante 99% de uptime, tenha em mente o seguinte:

  • 99% – 87 horas, 40 minutos
  • 99,9% – 8 horas, 46 minutos
  • 99,99% – 52 minutos, 36 segundos
  • 99,999% – 5 minutos, 16 segundos
  • 99,9999% – 31,6 segundos

Não sendo um e-commerce, pode ser que 1 minuto não faça muita diferença o seu faturamento.

Mas lembro que o Google sabe quando seu site fica fora do ar, e o pontua (para baixo) no ranking.

Se você estiver utilizando uma empresa de hospedagem confiável, o seu servidor não for (muito) compartilhado, e tiver as configurações mínimas de CDN e cache adequadamente configuradas, deverá ter um resultado dentro do esperado.

Porém nem sempre é desta forma. Além da hospedagem e performance, não tenha dúvidas que outros problemas como segurança vão aparecer para mostrar mais demandas adicionais que você precisará controlar.

Importante que mesmo em um servidor exclusivo, ou hospedagem de performance elevada (com requisitos e recursos adicionais à disposição, como memória, cache, processamento e DNS profissional), ela também poderá sofrer com algum impacto da falta de monitoramento periódico.

Nenhuma hospedagem é infalível, o que precisa ser feito é o monitoramento periódico de diversos itens.

Hoje por exemplo enquanto escrevia este post, novamente no período de uma semana a CloudFlare teve seus serviços degradados em função de problemas técnicos, impactando diversas empresas mundo afora (inclusive alguns clientes aqui da Agência).

Esses são fatores externos que fogem ao controle. Mas devem estar na lista.

Aqui mantemos os serviços em locais diferentes, em pelo menos dois locais dependendo dos requisitos e capacidade dos clientes.

Mas isso não nos impede de testar e homologar novos fornecedores o tempo todo, visando atualizações que as vezes nem são percebidas pelos clientes, pois são transparentes para eles, não implicam em paradas de serviços, mas que para nós são importantes no médio e longo prazo para mantermos a qualidade dos serviços aos nossos clientes.

Entender que novos players entrarão em mercados até então consolidados faz parte da evolução do nosso negócio.

Testar e atestar que podemos melhorar sempre é fundamental.