Traduções com WordPress

Traduções com WordPress

Volta e meia me perguntam como eu lido com traduções no WordPress. De fato pode parecer meio estranho, mas tradução do que?

Você pode querer ter um site com conteúdo em diferentes idiomas, conteúdo este que você já possui inclusive. Isso é um tipo de demanda.

Outras pessoas querem alguma coisa que faça a tradução dos seus textos automaticamente, não querem contratar um profissional ou uma empresa para ter seus materiais devidamente traduzidos, como deveria ser.

E por último, outros tem demandas mais pontuais. Estão utilizando um tema ou plugin e alguns termos não estão corretamente traduzidos.

Respeitando-se as devidas particularidades de cada necessidade, vamos ao que encontrei para lhe auxiliar!

Editor

  • Poedit: sem dúvida me salvou algumas vezes. Até a versão gratuita pode ser útil para você traduzir alguma coisa como um tema do WordPress, ou mesmo app ou outra coisa feita com PHP inclusive. Ajuda quem trabalha com gettext, sistema específico de internacionalização muito utilizado.

Plugins para traduções no WordPress

  • Bogo: funciona de maneira semelhante a outros, mas afirma que “não insere tabelas adicionais no seu banco”, diferente de alguns “concorrentes”. Vale dar uma olhada.
  • Google Language Translator: para tradução automática, não é do Google, mas usa os seus recursos;
  • MultilingualPress: trata cada idioma como um site separado. Utiliza um widget personalizado. Valea conferida.
  • Weglot: mais sofisticado, trabalha com praticamente todos os temas, traduz tudo o que encontra. Inclusive tem recursos para manter o SEO nas traduções. Obviamente tem suas limitações na versão gratuita;
  • Scrybs: funciona similar ao Weglot, mas além da tradução manutl e automática, oferece tradução profissional. Dá para testar.
  • WPML – WordPress Multilingual: sem dúvida um dos mais antigos, gratuito no passado remoto, mas ainda no páreo.
  • Loco Translate: basicamente adiciona edição dos arquivos .po ao admin do WordPress. É gratuito mas requer tradução manual. Boa alternativa ao Poedit.
  • Polylang: permite facilitar a criação de um site multi-idiomas. Traduz tudo, posts, páginas, taxonomias, menus e outros itens. Ainda, tem ferramenta para migrar do WPML.
  • Lingotek Translation: com outra abordagem, permite tradução manual, profissional, ou suportadas pela comunidade. Seu engine utiliza a Microsoft como base.

Se quiser testar outras alternativas antes de descer um pouco, dê uma conferida no Bablic.

Confira a dica do Google: Uso de hreflang para definir os URLs de idioma e região.

É claro que nada supera uma tradução humana, onde alguém lê e analisa o contexto, antes realmente traduzir algo. Mas de qualquer forma, tem alternativas para todos os orçamentos na lista acima.

Se você tem outra alternativa, comente aí!